Túlio Ratto

Humor e arte

Túlio Ratto

Humor e arte

Últimas histórias

  • Plataforma digital sobre vacinação Covid-19 registra mais de 50 mil acessos em primeiro mês

    A tecnologia tem sido uma aliada importante do cidadão que está em busca da vacinação contra a Covid-19 em Natal. Os números da plataforma Vacina Natal, desenvolvida pela Prefeitura e disponibilizada para a população com o objetivo de reduzir o tempo de espera nos pontos de imunização mostram a adesão em peso ao sistema. Nesse primeiro mês de operação, foram registrados 50.914 acessos e 155 mil sessões abertas. Em média, são 2000 acessos diários. A ferramenta pode ser acessada pelo link https://vacina.natal.rn.gov.br.

    O hotsite apresenta todas as informações necessárias ao serviço de vacinação, das 7h30 até o final dos atendimentos, às 16h. É atualizado de hora em hora, diz qual é o público-alvo, os endereços dos pontos de vacinação (com mapa para acesso), horários, e se é a primeira ou a segunda dose, neste último especificando qual o tipo da vacina (CoronaVac ou Oxford/AstraZeneca).

    Na plataforma, consta também o número de doses já aplicadas no município e o número de alimentos já arrecadados por meio da campanha Vacina Solidária, liderada pela Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (Semtas) em parceira com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), e que tem assistido muitas famílias em situação vulnerabilidade social e econômica. Até o momento, o vacinômetro registra 237.928 doses aplicadas e mais de sete toneladas de alimentos arrecadados.

    A ferramenta digital também oferece informação sobre os locais que estão ofertando a Vacinação contra a Influenza (H1N1), uma campanha que acontece anualmente para proteger os grupos a que se destina. “A ideia com a ferramenta Vacina Natal é minimizar o tempo de espera das pessoas nos pontos de vacinação e evitar grandes aglomerações. Nosso objetivo é continuar aperfeiçoando a plataforma para oferecer ainda mais funcionalidade, comodidade, inovação e segurança aos usuários”, destaca o prefeito de Natal, Álvaro Dias.

    Pontos de arrecadação e Horário da vacinação: 8h às 16h

    Os postos de recebimento (drives) estão instalados no Shopping Via Direta, unidade da Universidade Potiguar (UnP) da avenida Roberto Freire, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Arena das Dunas, Sesi da avenida Capitão-mor Gouveia, Palácio dos Esportes e Ginásio Nélio Dias. Já os de pedestres, no Shopping Via Direta, Nélio Dias, sede da OAB/RN, Sesi e UNP Roberto Freire.  A coleta dos alimentos ocorre enquanto durar a vacinação da população de Natal.

  • CPI quer investigar Ernesto Cloroquina de Araújo

    Sobre a CPI da Covid, os senadores pretendem investigar o ex-chanceler Ernesto Araújo por ter usado o Itamaraty para garantir o fornecimento de cloroquina no Brasil. O depoimento, que seria nesta semana, mas foi adiado para o dia 18 de maio.

    Ernesto Cloroquina de Araújo teria mobilizado o aparato diplomático brasileiro para agir junto a outros países e evitar o desabastecimento do medicamento no país, mesmo após a OMS (Organização Mundial da Saúde) ter interrompido testes clínicos com a droga e depois de associações médicas terem alertado para a ineficácia e o risco de efeitos colaterais.

  • Brasil virou cemitério e isso não ficará impune

    O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros, disse ontem que o governo e senadores que apoiam Jair Bolsonaro estão equivocados quando dizem que as investigações da comissão vão “dar em nada”. “O Brasil virou o cemitério do mundo. O fato de terem transformado o Brasil nisso não ficará impune. Seria a desmoralização de todos nós da CPI”, disse o senador.

  • Covid-19: Natal inicia vacinação de pessoas soropositivas para HIV/Aids

    Nesta segunda-feira (10), a Prefeitura de Natal iniciou a imunização contra Covid-19 das pessoas soropositivas que vivem com HIV/Aids. De acordo com estatísticas da secretaria municipal de Saúde (SMS), cerca de seis mil pessoas compõem esse público prioritário na cidade. A vacina administrada é a Pfizer e quem estiver apto a se vacinar (soropositivos de 18 a 59 anos, vivendo com HIV/Aids) pode se dirigir a quatro locais: Serviço de Atendimento Especializado (SAE) Natal, Ambulatório Municipal de Transsexuais e Travestis (Ambulatório TT), Policlínica Zona Norte e no Hospital Giselda Trigueiro, entre os dias 10 e 14 de maio, das 08h às 15h.

    O lançamento de mais essa fase de vacinação aconteceu no Serviço de Atendimento Especializado (SAE), no Alecrim, e contou com a presença da secretária municipal Igualdade Racial (Semidh), Yara Costa, e da diretora do Departamento de Vigilância em Saúde da SMS, Juliana Araújo. A movimentação começou logo cedo e a procura pela vacina foi intensa. Apesar da grande movimentação, os atendimentos aconteceram de forma rápida e organizada. O tempo maior de espera era para a análise da documentação necessária. Nessa fase da campanha, as pessoas que vivem com HIV/Aids devem levar declaração impressa do Sistema de Controle Logístico de Medicamentos (SICLOM), comprovante de residência de Natal, cartão de vacinação e documento com foto. Além disso, é necessário não estar com sintomas gripais ou de outra infecção aguda recente para tomar a primeira dose.

    Gisele Dantas era uma das mais emocionadas. Militante da causa, há 28 anos ela é soropositiva e aguardava ansiosa na fila pela chegada da sua vacinação. Na espera, ela contou que passou seis meses em casa, sem pisar na rua e agora, recebendo a primeira dose fala sobre as novas perspectivas que se abrem em sua vida: “Não tive como conter as lágrimas. Essa é uma conquista histórica para todas as pessoas com HIV/Aids. Estávamos todos apreensivos e angustiados, mas depois de muita luta e articulação chegou a nossa vez. É imensurável a minha emoção. É momento também de lembrar de todos que perderam suas vidas, aguardando a imunização. Precisamos manter todos os cuidados e continuar cobrando que a vacina chegue para todos”, destacou.

    A Prefeitura de Natal mostrando o seu compromisso e cuidado com a população soropositiva que vive com HIV/Aids, autorizou a vacinação de quem tem de 18 a 59  anos e está inserido nesse público alvo: “Muitos municípios estão restringindo a aplicação por faixas etárias. Natal saiu na frente e permitiu um público alvo maior. É a sensibilidade da gestão, entendo que as pessoas que vivem nessa condição são bem mais suscetíveis e devem ter prioridade na imunização. Sempre tivemos um diálogo franco e aberto com os gestores da SMS e nessa campanha de imunização não foi diferente”, disse Marcos Belarmino, representante da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids no RN (RNPRN).

  • Prefeitura intensifica fiscalizações nas academias, em caso de descumprimento multa pode chegar a R$ 20 mil


    A Prefeitura do Natal intensificou as fiscalizações nas academias devido a denúncias de aglomeração e desrespeito a outras regras sanitárias nesses locais, nos últimos 15 dias. Na última sexta-feira (7), os fiscais da secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) estiveram nos bairros de Tirol e Lagoa Nova, na zona Sul, vistoriando as academias, mas o trabalho segue nas demais zonas pelos próximos dias. Caso alguma delas seja flagrada descumprindo as normas, além da multa que pode chegar até R$ 20 mil reais, poderá ser interditada e ter seu alvará de funcionamento cassado.

    As inspeções feitas nesse primeiro momento foram alvos de denúncias de aglomeração feitas pela população à Ouvidoria da Semurb, mas a partir de agora as vistorias passam a ser intensificadas nos estabelecimentos do ramo, nas quatro zonas administrativas de Natal, informa a fiscalização. A intenção é checar o cumprimento das regras de ocupação, a fim de manter o distanciamento social.  

    O supervisor geral de Fiscalização Urbanística da Semurb, Rana Santos, explica que as ações são de fiscalização, mas também de orientação acerca das regras de ocupação nas academias, medidas importantes de prevenção ao contágio do coronavírus para que os estabelecimentos possam funcionar com segurança. Todo o trabalho está sendo baseado no Decreto Estadual n° 30.516/2021 que também estabelece regras nesse ambiente quanto à capacidade que é de 50% limitada ou uma pessoa para cada 6,25m², o que for menor.  

    “Assim que chegamos no local fazemos a medição do espaço e realizamos o cálculo de acordo com a quantidade de alunos presentes. A observação que fazemos nas academias é o cumprimento de uma das regras de ocupação do espaço, que define um aluno para cada 6,25 m² de área do ambiente da academia”, enfatizou Rana Santos.

    Ainda segundo o supervisor, o trabalho será feito em três etapas, a primeira com uma vistoria de orientação quanto às regras de ocupação, a segunda verificando o cumprimento das normas e em caso de desobediência aplicação de multa. E na última instância, que será a terceira vistoria, o local será interditado se persistir no descumprimento.  “Caso alguma academia esteja desobedecendo, além da multa que pode chegar até R$ 20 mil reais, o estabelecimento será interditado e determinada a cassação do alvará e de funcionamento da academia”, alertou Santos.

    Se a população presenciar alguma cena de aglomeração ou outra situação que viole as regras sanitárias de prevenção nas academias, pode realizar denúncia anônima, na Ouvidoria da Semurb. O canal funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, pelo telefone (84) 3616-9829 ou e-mail ouvidoria.semurb@natal.rn.gov.br.  Nos fins de semana e feriados, a população pode denunciar pelo canal 24h do Ciosp, no número 190 e também no disque denúncia da Polícia Civil no 181.

  • Telegramas diplomáticos obtidos pela Folha e informações de pessoas envolvidas mostram que o ex-chanceler Ernesto Araújo mobilizou Itamaraty para garantir cloroquina. As negociações aconteceram mesmo após alertas de associações médicas sobre a ineficácia da droga e a interrupção de testes feitos pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O Itamaraty teria no primeiro semestre de 2020 instruido diplomatas a pedir ao Opas — Organização Pan-Americana de Saúde —, a exportação do medicamento com a Índia, que havia restringido a saída da droga.

    Por outro lado, até novembro de 2020, o ministério não havia instruído diplomatas para buscar fornecedores de vacinas.

    Um descaso. Já são quase 500 mil mortos por total negligência.

  • Prefeitura define estratégias para buscar alunos ausentes das aulas no formato não-presencial

    A Rede Municipal de Ensino de Natal continua com as aulas no formato não-presencial para as crianças da Pré-Escola e os estudantes do Ensino Fundamental, incluindo a modalidade da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Diante desta realidade, a Prefeitura de Natal, junto à Secretaria Municipal de Educação e as unidades de ensino vêm buscando novas estratégias para trazer os alunos que não estão participando das aulas no formato não-presencial e que o conteúdo dessas aulas alcance os estudantes de acordo com as limitações de cada realidade.

    De acordo com a secretária adjunta de Gestão Pedagógica, Naire Jane Capistrano, apesar de todo esforço das unidades de ensino para chegar aos alunos com as atividades no formato não-presencial, ainda existem alunos que não estão participando e a SME está apoiando as escolas na busca desses estudantes. “A educação é fundamental e a parceria entre escola e família sempre foi muito importante, e ainda mais, nesse momento difícil que estamos vivendo. Reforçamos que os pais procurem as unidades de ensino e conversem com a equipe pedagógica para saber a melhor forma de como a criança pode continuar participando das atividades”, enfatiza Naire Capistrano.  

    Para os alunos do 9º ano, as aulas do ano letivo 2020 retornaram em setembro passado, por meio das teleaulas pela Band RN. Para as demais séries, o conteúdo foi inicialmente retomado no início de fevereiro, quando seria implantado o formato híbrido (presencial e não presencial). Porém, com o aumento no número de casos e internações da Covid-19 no município, o retorno ocorreu somente no formato não-presencial. A gestão de algumas escolas, no entanto, já havia retomado as atividades, optando pelo formato online ainda no ano passado, como na Escola Municipal Professor Amadeu Araújo, na Zona Norte.

    Para o gestor pedagógico da Amadeu Araújo, Harisson Dantas, a maneira mais segura, no que diz respeito aos riscos de contaminação, é priorizar o contato online entre professores e alunos. “As aulas têm acontecido através de ferramentas de fácil acesso, como o aplicativo WhatsApp através de grupos que já existiam antes da pandemia”, explica o gestor, que também faz uso de ferramentas do Google, como o Meet, Classroom e Forms, continuando com essas estratégias em fevereiro, quando veio a determinação da Secretaria Municipal de Educação para o retorno das aulas no formato não-presencial.

    “A grande maioria dos alunos está acompanhando as aulas online, com adesão maior que 75%. Nosso problema hoje é a rotatividade de alunos que assistem às aulas de apenas algumas disciplinas, mas já estamos nos reunindo com os pais para saber o motivo dessa dificuldade”, explicou Dantas.  A escola tem 1.023 estudantes matriculados do 6º  ao 9º ano, além da EJA (Nível I ao IV).  

    Já na Escola Municipal Vereador José Sotero, as aulas estão acontecendo tanto com a estratégia do formato online como na entrega presencial de atividades, segundo informa o gestor pedagógico Francisco Canindé do Nascimento. “Começamos esse trabalho entre setembro e outubro de 2020, e em fevereiro deste ano, nós retomamos. Sempre mobilizando, sensibilizando, mandando as atividades e realizando as aulas com os professores e tirando as dúvidas no contato com os alunos. Para aqueles estudantes que não têm nenhuma condição de ter acesso às aulas online, marcamos o dia para eles pegarem as atividades impressas”, pontuou Nascimento. A escola atende hoje 751 alunos do 6° ao 9° ano, no bairro de Igapó.

    Foto: Joana Lima

Carregar...
Congratulations. You've reached the end of the internet.
Voltar ao Topo

Entrar

Esqueceu a senha?

Esqueceu a senha?

Insira os dados da sua conta e nós lhe enviaremos um link para redefinir sua senha.

Seu link de redefinição de senha parece ser inválido ou expirou.

Log in

Privacy Policy

To use social login you have to agree with the storage and handling of your data by this website.

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.